Os princípios que regem a cultura do Lean Thinking estão alicerçados na melhoria contínua como algo primordial a ser destacado para o aprimoramento dos serviços prestados. Eliminar quaisquer desperdícios é, então, a prioridade de todo esse processo.

Entre os 8 desperdícios do Lean Thinking que destacamos (Espera, Defeitos, Estoque, Superprodução, Transporte, Habilidades, Processamento Excessivo e  Movimento), a espera é com certeza uma das que você tem focar com primazia.

Afinal, o que é a espera? Como ela interfere no meu processo? Como eliminá-la de vez de minha empresa? São essas dúvidas que iremos sanar no post de hoje.

 

O que é o desperdício de Espera no Lean Thinking?

O próprio nome desse desperdício acaba por ser auto explicativo, afinal, a espera nada mais é do que o processo de aguardar por algo. 

Ela refere-se ao material que espera para ser processado, formando filas para garantir maior taxa de utilização dos equipamentos ou pelo aguardo de um equipamento em manutenção. 

Como exemplo, podemos citar os colaboradores aguardando atividades atrasadas serem concluídas para agir, linhas de produção paradas aguardando por matérias-primas, equipamentos não utilizados e setup de máquinas e atividades.

Em prestação de serviços e áreas administrativas, esse desperdício está associado a documentos que aguardam processamento e/ou aprovação e a formulários a serem preenchidos,por exemplo.

Sendo assim, os tempos de espera, em sua maioria, estão ligados a falhas em alguma das equipes responsáveis por parte de um processo e, através da sua eliminação, o fluxo contínuo nas operações da empresa passa a ser uma realidade.    

  

Como eliminar o desperdício de Espera

Sabemos, então, que o processo de melhoria contínua foca na eliminação de desperdícios. Sendo assim, exterminar o desperdício da espera pode ser uma excelente alternativa para a melhoria do seu processo e do resultado final a ser entregue ao seu cliente.

Uma boa alternativa para eliminar a espera é implantar um planejamento para os processos que envolva a criação de um fluxo contínuo, por exemplo. Além disso, estruturar o balanço das operações de modo a igualar os tempos de ciclos também pode trazer bons resultados. 

O uso de uma comunicação visual para sinalização, identificando problemas ou falta de determinados recursos, por exemplo, pode evitar paradas e tempo de espera. A aplicabilidade pode ser instituída através de um quadro de planejamento, que indica os estágios e todas as informações importantes para a produção. Esse método organizacional garante o engajamento e o compartilhamento de informações entre todas as pessoas que compõem o processo, tornando-o mais fluido, dinâmico e organizado. 

A verdade é que cada empresa vive sua realidade e precisa fazer uma análise geral do problema,implantando as soluções conforme sua realidade exige. Um planejamento bem feito pode trazer soluções com custos baixos, e pode impactar positivamente em uma qualidade melhor do produto final com um processo mais eficiente. 

Devido à sua flexibilidade de cenários, o pensamento enxuto vem sendo utilizado desde meados de 1950, e você pode aliá-la à tecnologia para impulsionar seus processos para lhe trazer mais eficiência. 

Caso você precise de ajuda para eliminar os desperdícios da sua empresa, conte com a Iwankio Consulting clicando aqui e entrando em contato conosco. Somos uma consultoria especializada em Lean Thinking e Lean 6 Sigma com anos de prática, e você só precisa de um clique para mudar os rumos da sua empresa.