O mapa de processos representa graficamente um processo. Ele registra como o processo opera de fato, envolvendo etapas que agregam valor e as que não agregam. Essa ferramenta é fundamental para documentar exatamente o que está acontecendo durante um processo. Aprenda, no post de hoje, como elaborar um mapa de processos e seus benefícios para sua empresa.

Aplicação

Os mapas de processos são muito utilizados para identificar vários pontos importantes, entre eles:

  • Etapas que trazem ou não algum valor
  • As principais saídas de cada etapa (produto em processo)
  • Entradas principais e parâmetros de processo (X’s)
  • Requisitos fundamentais das saídas/entregas do processo (Y’s)

Como um mapa de processos pode me ajudar

Um processo envolve diversas etapas, bem como entradas e saídas variadas. Com tudo isso, se uma documentação não for estruturada de maneira formal, fica fácil se perder e causar falhas.

Portanto, colocando todos os dados em um documento, você não precisa mais se preocupar em lembrar de tudo. Assim, sua mente fica livre para focar no que é importante.

Além disso, ao representar o processo graficamente, você tem uma visão mais clara do mesmo. Ou seja, com esse registro fica mais fácil entender como o processo realmente está correndo.

Quando usar

É possível utilizá-lo sempre que uma visualização mais rápida e detalhada do processo for necessária. Isso porque suas etapas são melhor detalhadas, permitindo tomadas de decisão sobre cada fase ao longo de todo o processo.

Sua representação precisa descrever os limites do processo, indicando onde começa e onde termina. Também precisa descrever as principais atividades ou tarefas.

Além disso, o mapa de processos também precisa apresentar o resultado da etapa do processo. Ou seja, o produto ou serviço inicial e final.

Elaborando um Mapa de Processos

Ao montar um mapa de processos, é preciso analisar 4 pontos fundamentais. São eles:

Parâmetro de produto/serviço final (Y): elemento que representa o produto/serviço em seu estágio final.

Parâmetro produto/serviço em processo (y): variável que qualifica o produto/serviço nas etapas intermediárias do processo.

Parâmetro de processo (X): componente do processo, considerada uma entrada da etapa do processo. Ela é capaz de impactar a performance do produto/serviço que está sendo produzido.

Classificação do parâmetro de processo (x): divide cada elemento como controlado ou ruído

E então, entendeu como montar um mapa de processos? Se tiver ficado com alguma dúvida, deixe seu comentário!