A sustentabilidade dentro de um programa Lean Six Sigma representa o aspecto mais desafiador para a maioria das organizações que adotam essa estratégia para a melhoria dos seus processos de negócios.

Neste cenário, o ISAE trouxe em sua grade de programação uma nova fase para a formação de Black Belts

Iwankio e ISAE

Sob a coordenação de Alexandre Iwankio, professor do ISAE e diretor da Iwankio Consulting, o ISAE lançou seu Programa de Formação Lean Six Sigma Black Belt, sensibilizando e auxiliando o mercado quanto à práticas responsáveis que gerem desenvolvimento social, empresarial e econômico.

A iniciativa visa, principalmente, promover capacitação, desenvolvimento e atualização de profissionais através de princípios difundidos globalmente, presentes em políticas e práticas implantadas pelas maiores e mais respeitadas organizações do mundo.

E qual o resultado disso?

Principalmente, a formação de profissionais mais éticos, com um pensamento social e ambientalmente responsáveis, com capacidade de liderança, ideias inovadoras e campos sustentáveis dentro das organizações.

O Lean Six Sigma qualifica profissionais

Em primeiro lugar, você sabia que é reconhecido que apenas a metade dos conhecimentos e habilidades que um líder bem-sucedido precisa é de know-how comercial e funcional?

Pelo menos, tão importante quanto essas habilidades para líderes modernos em ambientes de rápida mutação, são as fortes competências para liderar mudanças e melhorias, projetar e gerenciar processos, além de solucionar problemas de forma estruturada e sustentável.

Por isso, é importante entender que o Lean Six Sigma pode ajudar a preparar líderes para enfrentar problemas, elaborando estratégias que envolvem habilidades de liderança e processos de mudança.

Black Belts

Aprendem o valor de ficar perto dos processos, entendendo como o trabalho é feito e, através da análise e melhoria de múltiplos processos, adquirem uma compreensão profunda dos procedimentos com os quais seus stakeholders estão trabalhando.

Stakeholders

São mais propensos a ter confiança e segurança nos líderes que ”sabem como fazer” seja no chão de fábrica, seja nos processos administrativos e de prestação de serviços.

Melhoria de Processos

Através de seus projetos, acumulam importantes entendimentos de sua empresa.

Reúnem conhecimento sobre os produtos/serviços oferecidos por sua empresa, estratégias e objetivos de negócios, mercados relevantes, clientes e, é claro, sobre muitos processos capacitadores.

Além disso, também sabem muito sobre os papéis e responsabilidades dentro de sua organização – quem faz o quê, quem toma as decisões, quem é um especialista em qual assunto, etc.

Isso lhes dá a vantagem de uma perspectiva mais ampla do que a usual, sem mencionar a grande rede informal de contatos que constroem.

Além disso, provam alcançar resultados de negócios mensuráveis, selecionando projetos de alta alavancagem: sabem como se concentrar em questões relacionadas a negócios e estratégias. Ou seja, são menos aptos a se distrair com problemas de baixa prioridade.

Estratégia perfeita para líderes

Envolvendo prática e técnica, orientando resultados para desenvolver competências críticas de liderança, influenciando sem autoridade formal, tomando decisões com base em fatos e dados, além de gerenciar mudanças e liderar equipes.

O Lean Six Sigma tem uma natureza focada em ‘’autofinanciamento’’, uma vez que os Black Belts devem concluir vários projetos com impacto significativo nos resultados finais. Assim, o retorno sobre o investimento (desenvolvimento de liderança) é muito maior do que para muitos outros programas de liderança.

Viu só como a experiência Lean Six Sigma Black Belt é um tremendo veículo para o crescimento de talentos de liderança de uma empresa?

A primeira turma Iwankio e ISAE já está em andamento. Entre em contato conosco e qualifique-se também!