Melhoria contínua e o fim do desperdício

Em uma cultura de melhoria contínua, o desperdício é tudo aquilo que não agrega valor na perspectiva do cliente. Isto inclui atividades e recursos além do necessário para atender os requisitos de performance de uma organização.

A melhoria contínua e o fim do desperdício visam identificar, quantificar, eliminar e prevenir ineficiências em ambientes de negócios, seja na produção de bens ou na prestação de serviços. Muitas ferramentas e técnicas de melhoria contínua concentram-se em identificar e eliminar desperdícios para trazer eficiência e eficácia aos processos existentes – e este é um dos princípios centrais deste pensamento. 

Afinal, os desperdícios assumem muitas formas e podem ser encontrados a qualquer hora e em qualquer lugar. Existem muitas classificações de desperdícios, e uma das mais básicas e amplamente utilizadas é a dos 7 grandes desperdícios: transporte, estoque, movimento, espera, superprodução, excesso de processos e defeitos.

Muitos praticantes da melhoria contínua costumam adicionar um desperdício extra aos sete desperdícios originais, que é o potencial humano inexplorado ou o desperdício de habilidades humanas.

Melhoria contínua e o fim do desperdício

O objetivo da melhoria contínua é identificar oportunidades de melhoria no fluxo de processos, avaliando a situação atual e identificando desperdícios que impeçam os processos de funcionarem corretamente. 

As práticas de melhoria contínua ganharam notoriedade no mundo corporativo a partir de experiências de empresas como a Toyota. O Sistema Toyota de Produção foi de fundamental importância após o fim da Segunda Guerra Mundial, tratando principalmente da eliminação de desperdícios na produção e administração. Foi na Toyota que se desenvolveram os conceitos de Kanban, ‘’Just in Time’’, Gestão Ágil e Kaizen, entre outros. Em meados dos anos 80, essas ideias e métodos também chegaram à América e na Europa, sendo a palavra Kaizen mais conhecida como o processo de melhoria contínua e o fim do desperdício.

Hoje, o Lean Thinking, derivado do Sistema Toyota de Produção, é empregado nas mais diferentes organizações em todo o mundo, proporcionando ganhos de eficiência nos processos, com redução de desperdícios e agregação de valor a produtos e serviços a partir da cultura da melhoria contínua.

A abordagem de melhoria contínua representa uma visão holística da empresa, compreendendo:: 

  • Envolvimento de todos os funcionários; 
  • Melhoria contínua e pensamento de otimização em relação a todas as atividades; 
  • Atitude positiva em relação às mudanças propostas; 
  • Padronização de processos de produção e administração; 
  • Ciclo PDCA – Plan, Do, Check, Act: essenciais para análise constante e controle de rotinas.

Como parte de uma cultura de melhoria contínua, o envolvimento de toda a organização é determinante para o sucesso das iniciativas de eliminação de desperdícios e de melhoria de processos, com todos atuando em busca de fazer sempre melhor.

Treinamentos Iwankio Consulting | Melhoria Contínua 

O Lean 6 Sigma, o PDCA e o MASP são estratégias poderosas para a prática da melhoria contínua, promovendo maior produtividade, maior flexibilidade, redução de custos e prazos, melhor qualidade e segurança, melhor moral e orgulho no local de trabalho e, como resultado, produtos e serviços que atendem às expectativas dos clientes e geram resultados positivos à organização.

O treinamento dos profissionais de uma empresa em estratégias de melhoria contínua promove melhorias significativas nos processos, além de aumentar a sinergia entre áreas  para implementar transformações reais e importantes aos processos de negócios da organização.

Pratique a melhoria contínua e o combate aos desperdícios na sua empresa, capacitando sua equipe para transformar os seus resultados. Saiba como a Iwankio pode te ajudar! 

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin

Você também pode gostar

O que é Gestão por Processos?

O que é Gestão por Processos

A gestão por processos inclui o planejamento, implementação, controle e otimização de atividades, interligadas para se produzir um bem ou prestar um serviço.  Ela é

Saiba mais »